•   Teresina - PI, 16/01/2018.
  • (86) 3305-4831
Oferecimento:
  Notícias
  Entretenimento
  Mulher
  Colunistas
  Mídias
  Clima
Pesquisa mostra que Violência Doméstica contra mulheres cresceu no último ano
 Postado em: 09/11/2017 às 13h12
Pesquisa mostra que Violência Doméstica contra mulheres cresceu no último ano

Um dos temas centrais da nova novela global “O Outro Lado do Paraíso” é a violência doméstica, abordada desde o segundo capítulo quando a mocinha Clara (interpretada por Bianca Bin) é estuprada pelo marido Gael (Sérgio Guizé) em plena noite de núpcias.

 

Segundo Walcyr Carrasco, autor da novela, o tema será tratado com muita profundidade e seriedade, colocando de forma realista para servir de conscientização de que muitas vezes a violência contra a mulher está dentro de casa. Raramente cenas fortes são exibidas aos sábados das novelas, devido à baixa audiência. Mas os telespectadores assistiram neste fim de semana uma das cenas mais chocantes já mostradas nos folhetins, onde Clara é espancada pelo marido depois de uma crise de ciúmes.

 

Dia 25 de novembro próximo, a Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas comemora em todo mundo o Dia Internacional da Não-Violência Contra a Mulher, onde se incitam reflexões sobre a situação de violência em que vive considerável parte das mulheres em todo o mundo.
Pesquisa do Datafolha divulgada este ano mostra que uma em cada três mulheres sofreram algum tipo de violência no Brasil em 2016, sendo que 43% das mulheres em situação de violência sofrem agressões diariamente;35%, a agressão é semanal  e em  média, a cada 11 minutos uma mulher é estuprada em nosso país. 


Segundo a psicóloga Edyclaudia Gomes de Souza, Membro da Sociedade Brasileira de Psicologia-RJ,pessoas que passam por qualquer tipo de violência têm riscos de desenvolverem transtornos psiquiátricos, trazendo danos à sua estrutura mental. “ Otratamento psicológico para essas vítimas é essencial, pois vai auxiliar no entendimento dos fatos e na ressignificação de suas vidas. A sensação de menos valia e culpa é comum nesses casos e trabalhar em cima disso é um dos pontos da psicoterapia”, diz a especialista.



Ainda de acordo com Edyclaudia Gomes de Souza, o termo violência contra a mulher trata da violência contra o sexo feminino, pela simples condição de ser mulher. Já o termo violência doméstica é a que ocorre dentro de casa, nas relações entre as pessoas da família, também chamada violência intrafamiliar. “Já que as mulheres são os alvos principais, os agressores se aproveitam da vulnerabilidade da pessoa para espancá-las ou humilhá-las. Os filhos por viverem no ambiente familiar violento, podem se tornar jovens “problemáticos”, com comportamentos inadequados na sociedade como resposta a violência presenciada na infância. Chegam mesmo a ter dificuldades em manter relações afetivas ou empregos, mau entendimento de si mesmos e distúrbios psiquiátricos” explica a psicóloga lembrando que há muitos motivos para a mulher se manter tanto tempo numa relação violenta.

 

“Os fatores são diversos como o medo das ameaças do parceiro e a vergonha de procurar ajuda são itens muito relevantes. A sensação de culpa e fracasso na escolha do par amoroso, o receio de sofrer discriminação e preconceito e a esperança de que o parceiro mude; A mulher se sente isolada já que é comum não comentar as agressões com ninguém,além da maioria possuir uma dependência econômica e ter medo de perder a guarda dos filhos” enumera a psicóloga acrescentando a importância em se apontar o fundamentalismo religioso e o despreparo da família e da sociedade para tratar o assunto.

 

A Lei nº 11.340/06, também conhecida como Lei Maria da Penha, estabelece providências legais para maior proteção à mulher em situação de violência doméstica e familiar, evitando que ela seja atendida de maneira inadequada.

 

Para denunciar a violência, a vítima pode procurar o Ministério Público da sua cidade ou ligar para a Central de Atendimento a Mulher 180.

 

Fonte: www.portalestilomulher.com.br


Comentar pelo facebook:
/ Outras matérias relacionadas:
BLOG DA VIVI
ENTRETENIMENTO

Xuxa não renova contrato e futuro na Record é incerto
Segredo
Anitta tem casamento com cerimônia celebrada por pajé
GALERIA DE EVENTOS

Réveillon no Theresina Hall

Moda, música e campanha social marcam a primeira noite do Teresina Trend
NOTÍCIAS
MULHER
COLUNISTAS
ENTRETENIMENTO
PARCEIROS
OUTRAS PÁGINAS
© Copyright 2015/2018. www.blogdavivi.com.br - Teresina-PI. Todos os direitos reservados.